sexta-feira, 12 de abril de 2013



aconchego



aconchega-me os lençóis

cobre-me, não tenho medo do escuro

porque agora somos dois...


-

diz-me que também dóis,

o teu corpo é a cama onde me curo,

só o sabem os lençóis...

quinta-feira, 11 de abril de 2013


murmúrios


sobe-me um verso
(pelo corpo)
em repercussões de cantos
heróicos.
escrevo-te ao ouvido
o poema enaltecido
e os nossos braços
-dióicos-
e as nossas ancas
-rimas-
são leituras
que nos perpetuam:
obras-primas.