quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013



retalho

penteio os fios dos teus cabelos com os meus olhos e tropeço, sem querer, no teu olhar: caem-me as pálpebras, em desiquilíbrio inesperado, e tu seguras-mas, na curva dos teus lábios em abraço transversal. é um momento, é o momento de te guardar - desço-te ao peito, fazes-me bem, o tempo é estreito e o céu também.

1 comentário:

  1. belo. de uma delicadeza tamanha. uma pérola nas tuas mãos. abraço, Teresa.

    ResponderEliminar