quinta-feira, 30 de agosto de 2012

antes que a noite fique tarde



antes que a noite fique tarde,
beija-me os olhos como quem acende estrelas
na constelação dos sentidos.
esconde os meus vestidos,
veste-me do orvalho aquecido
no teu corpo de manhã inesperada:
um dia é tudo o que temos,
ama-me como se não existisse mais
nada.

1 comentário:

  1. Lindo chamado de amor!Que maravilha de poesia e que bom te ver!!! Saudades! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar