sexta-feira, 18 de junho de 2010


FIM


Preciso calar
Este amor que grita
Dentro da saudade
Que me abriu o peito...

Preciso colar
Os cacos dispersos
Dos sonhos perdidos
Onde tropecei...

Resta-me o calor
Doce das memórias,
Nem sempre há um beijo
No fim das histórias...

(...de amor?...)

Sem comentários:

Enviar um comentário