quinta-feira, 12 de novembro de 2009

BEIJO DO SILÊNCIO

Há gritos que me cercam,
Sitiantes,
Sinistros,
Fustigando ventos
Que se compadecem
Da minha pele salgada
Pela sede de chuva,
Pelo apetite do mel.
Cai-me um sol a pique
Nos lábios gretados
Por um sorriso posto
A cravos e espinhos
Na estilizada cruz
Que me sombreia os olhos
E me rasga as narinas
Em sopro asfixiante…
Ruídos ribombam,
Intrusos,
Obtusos,
Confundem-me os traços,
Aturdem-me os sonhos
De sempre perdidos,
De agora exigidos…

Beija-me, silêncio,
Que quero voltar
Ao útero
Da inocência…

2 comentários:

  1. Que lindo está teu blog,Teresa! Que coisa boa quando te vi no CONTOs. Fiquei feliz.beijos e tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Passei pra te deixar um beijos! Lindo dezembro, sem correrias, e muita PAZ! beijos,chica

    ResponderEliminar