quinta-feira, 28 de maio de 2009

CONTIGO FARIA, AMOR

Contigo faria, amor,
A mais bela travessia,
Por entre as asas do vento...
E nas dunas do teu corpo,
Meu amor, renasceria.

Contigo faria, amor,
O desbravar do deserto...
E na sede dos teus beijos,
Desejaria um oásis
E descobriria o desejo.

Amor, contigo faria,
Chuva das tuas carícias...
E na chama ardente do Sol,
Esconderia o rubor
Das minhas puras malícias.

Na aridez do meu corpo,
Flores frescas tu plantarias,
E no lago dos teus olhos,
Feitos de límpido amor,
Contigo, eu mergulharia...

Contigo faria, amor,
A contagem das estrelas...
E, sob o abrigo da brisa,
Elas seriam, amor,
Nossas fiéis sentinelas.

Num recanto de azul fresco,
Contigo, eu ousaria
Fruir as areias virgens,
Fazer amor por amor,
Meu amor, que bom seria!

Do deserto, a travessia,
Amor, contigo faria!

Sem comentários:

Enviar um comentário